segunda-feira, 25 de julho de 2011

[...]


Desde que me conheço por gente tenho o costume perfeitamente idiota de não terminar a maioria das coisas que começo.
Impossível descrever aqui tudo aquilo que já iniciei, que me envolvi, de início, com intenso fervor, mas que perderam a graça com o passar dos dias.

Rotina nao é o meu forte. Não que eu não considere que ter uma rotina não seja importante afinal considero essencial para manutenção de uma vida saudável o mínimo de organização e estrutura. Porém, gosto de me encontrar comigo mesmo. Gosto de me desafiar a ser hoje melhor do que eu era ontem, gosto de superação...

Não sou do tipo fascinado em ser o melhor do mundo em qualquer coisa... Talvez até possa vir a ser, mas ainda não descobri o que moveria com tanta força o meu coração... Ou ja descobri e não sei ainda do que se trata...
Mas gosto de fazer as coisas bem feitas, de ter um trabalho reconhecido e acima de tudo, me encanta criar sorrisos, proporcionar momentos de felicidade às pessoas.

E com esse blog vivo tentando fazer a felicidade através de uma coisa que me agrada muito fazer, algo em que me sinto livre, aquilo que carregarei sempre comigo. Aquela doce paixão, aquele intenso encanto: escrever.

Um Feliz Dia do Escritor a todos aqueles que se dedicam a escrita, se consideram Escritores ou Pseudo-Escritores e que fazem com que a sabedoria do escrever seja um mar sem fim perante aos olhos do horizonte.

3 comentários:

  1. Que lindo Mauro não sabia que escrevias tão bem assim ... Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. seguindo...
    Segue?
    devaneiodeumaadolescente.blogspot.com

    ResponderExcluir